quinta-feira, 31 de maio de 2012

Dia Mundial sem Fumo


Hoje, 31 de maio, foi o dia mundial da luta contra o tabaco e eu não sei dizer se isso acaba tendo algum efeito prático mas, vá lá, tá valendo. A ação deveria ser diária, o governo tem o dever pagar por inserções duras, cruéis até, na televisão e em revistas, afinal arrecada uma baba com impostos sobre o cigarro. Faça a conta: cada fumante médio gasta cerca de mil reais por ano com o vício; deu prá sacar quanta grana entra? Por outro lado, a conta que não aparece é a que mostra que esse mesmo governo — é, isso que tá aí é governo, governo é governo, tem que chamar de governo mesmo não sendo — gasta 3 vêzes mais com doenças decorrentes do fumo do que o total arrecadado com impostos sobre o fumo.
O Brasil é o maior exportador de tabaco do mundo e um dos países onde o cigarro é mais barato. Um estudo demonstrou que o aumento de 10% apenas no preço do maço já induz o fumante a uma redução de um maço no primeiro trimestre e mais de quatro maços no médio prazo. E ainda tem gente que tem a cara de pau de alegar que não é bom vender menos cigarro, causa desemprego. Pois outro estudo na Inglaterra provou que o emprego aumenta pois os carinhas lá passam a gastar em outras coisas.
Então meu camarada, dia 31 de maio ou não, faça alguma coisa contra o fumo. Inventa alguma coisa aí, dê um murro na cara do seu fumante mais chegado, não custa nada nem mata devagarinho.


Nenhum comentário: