terça-feira, 18 de março de 2014

Dr. Z - Three Parts To My Soul (Spiritus, Manes Et Umbra) 1971





Esse é o único disco que a banda Dr. Z lançou e, além de raro até seus relançamentos em cd, é bastante incomum. Ela foi liderada pelo tecladista Keith Keyes que também era professor de música numa universidade galesa. Era um trio como a ELP ou Triunvirat mas mesmo tendo todos os elementos prog, acabou soando bem diferente, sem aquela grandiosidade toda e sem os Moogs. Na verdade, a métrica e o vocal se parecem mais com um pós-punk que nem sonhava em existir. O selo Vertigo apostou alto na banda; tanto que o lp saiu com a arte gráfica muito caprichada: a capa se abria pelo meio para exibir os encartes, investimento que seria feito em medalhões prog quatro, cinco anos depois deste. Só que o disco não fez sucesso e virou item de colecionador até seu resgate pelo selo alemão Second Battle. Outros o relançaram e este é o mais recente, todos mantendo aquele formato gráfico original. O sub-título em latim exprime a idéia de Keyes de que após a morte a alma se dividiria em três partes: Spiritus vai pro céu; Manes vai pro inferno e Umbra fica vagando pela terra, vendo FDPs do tipo lula, gilberto carvalho, franklin martins, zé dirceu e dilma arruinando nações. Aí, Manes fica até parecendo um hotel chique em Campos do Jordão.
Discão, viu?


Keith Keyes -órgão, piano, harpsichord, vocal
Rob Watson -baixo
Bob Watkins -bateria, percussão


1 Evil Woman's Manly Child
2 Spiritus, Manes et Umbra
3 Summer for the Rose
4 Burn in Anger
5 Too Well Satisfied
6 In a Token of Despair
7 Lady Ladybird
8 People in the Street

2 comentários:

Marcelo disse...

http://rapidshare.com/share/B61F66F1D61642A795A68910A949CB5B

Alexandre Andrade disse...

A parte final do texto ficou hilária.kkkkkkkkkkkkkkkkk
Curioso pra curtir o som.