quinta-feira, 6 de abril de 2017

Max Roach - We Insist! - Max Roach's Freedom Now Suite (1960)








Max Roach foi um dos maiores bateristas de jazz de todos os tempos. Ele nasceu em 1924 na Carolina do Norte e quatro anos depois sua família mudou-se para Nova Iorque. Sua mãe era cantora de gospel e com dez anos de idade Max tocava bateria na igreja. Aos 18 ele já tocava com os grandes músicos, como Dizzy Gillespie, Charlie Parker, Charles Mingus e Miles Davis. Seu trabalho foi criativo e inovativo, e ele sempre buscou novos caminhos, chegando a trabalhar com o rap.
Em 1959, ele e o letrista Oscar Brown Jr. começaram a compor esse álbum, pensando nas comemorações do centenário da emancipação dos escravos, promulgada por Abraham Lincoln em 1863. Repare no nome da cantora — e futura esposa. As faixas do álbum referem-se ao movimento de independência dos países da Africa e, consequentemente, ao movimento pelos direitos civis nos Estados Unidos. We Insist! foi tão político e desafiador que colocou Roach na famosa "lista negra", que muitos produtores e contratantes tinham que consultar. Na Africa do Sul ele causou uma onda de rebeliões que o fizeram ser banido. Um disco... banido. Frank Zappa, inteirinho, só conseguiu ser banido do Saturday Night Live.
Sempre aparecem aquelas listas dos discos mais isso, mais aquilo, e é tudo balela. "Freedom Now Suite" sim, realmente mudou muita coisa. De novo, um disco. 
Por aqui os milhares e milhares que saem em passeatas não conseguem mudar nadica de nada. Aí bate um desânimo, aquele calor ou a chuva no domingo, ou o frio, e ficamos na merda mesmo. As manchetes dos jornais parecem referir-se ao planeta Klingon e a manada mansa continua se contentando com pouco, acreditando em tudo e não cobrando nada. 





Max Roach - bateria
Coleman Hawkins - sax tenôr 
Walter Benton - sax tenôr
Julian Priester - trombone
Booker Little - trompete
Abbey Lincoln - vocal
James Schenck - baixo
Ray Mantilla - percussão
Michael Olatunji - percussão
Tomas DuVall - percussão





1 Driva'Man
2 Freedom Day
3 Triptych: Prayer/Protest/Peace
4 All Africa
5 Tears For Johannesburg










3 comentários:

Marcelo disse...

http://www.mediafire.com/file/7z19a9ozymc91hv/MaxRoaInsist.zip

A.J. disse...

Olá, Marcelo!

Escrevo para lhe comentar que, desde o 2010 conhecia o seu blog e é uma maravilha, e mais sendo eu uma pessoa que o meu forte são os gêneros de mathcore, technical death metal, progressive metal, e djent. Sempre gostei do bebop, o e todos os gêneros que abordam os anos dos Roaring Twenties, os 40's, e a explosão dos 60's e 70's no blues e jazz.

Espero você esteja bem e muito obrigado pelo seus aportes. Dios lo bendiga mucho!

Marcelo disse...

Fiquei muito feliz ao ler seu comentário. Muito obrigado! Te desejo tudo de bom.